passeio dentro de ti

nesta cidade, muito guarda-segredos e cantinhos rarefeitos. inacessíveis. na pele colada de balões e bailarinas..
...
...
...

e posso levar no bolso
só uma.. posso?
assim...
mais que tudo..

..
..

..
..
..
..


..
........... ...... um dois três...
................ e um
..................... dois......
......... e
............. ........um dois....
....... ....podemos continuar assim
.......................... sempre sempre?

..

..


...
....
...
alice a peur du temps,
qui file entre ses doigts..
..
[cheguei. sem pressas. e vou ficar por aqui * porque bonito]
...
...
...
...

..
...
............shhh....
......shhh..............

..


..

..
..
..
..

a tua pele
[santuário]
o que te faço, agora?
falta. muita.
e onde me queres?
onde te desça.
se tocar à tua porta..
incêndios.
shhh..não digas isso..
não posso esperar
pelo teu regresso,
à noite. shhh..
não ames.
muito menos a mim.
..









..

..
..
..

dance dance
dance

............................................. **
..
..
..

..
-e era assim..
verdinho verdinho?

..
-siiiiiiiimmmmm....
..
-então anda..
shhhh..
devagarinho
... para ele não acordar...

..

..

..
....

....... so cmon cmon cmon cmon cmon
cmon cmon cmon with me now
cmon with me now


..
you´re pretty in the morning,
in the morning light
your hair all messed up
and your eyes open like
they open for the first time
and i wish this morning could last forever
..
you have left your secrets somewhere
and I have mine on the inside
don´t believe in soulmates
and in everlasting love
but i do believe that
after these rainy days
there´s bound to be some sun
..
drewling on the pillow
snoring in my ear
wish you´d never wake up
...cmon with me now


..
...

.
['bigada.. :) ]


..

..
..
porquê?

..
...
....
dá-me dá-me
.. dááááááá-mmeeeee.......

..

..

..
..
passeamos?
quero mostrar-te lugares silenciosos
onde podemos aquecer os dedos
em chávenas de chá
e partilhar fatias de bolo de chocolate,
mostrar-te pequenas lojas com cheiro a papel
e com algumas poltronas abandonadas pelos cantos.
quero ver-te abrir os olhos
quando encontrarmos as ruas de inverno,
os reflexos de dezembro no rio,
as praias desertas com vestígios de sujas gaivotas
e os nossos sapatos todos molhados de areia.

..
..
[..] orquestras inteiras,pássaros coloridos, estantes e mais estantes cobertas de livros, salas de cinema cheias de olhos muito brilhantes, homens e mulheres envolvidos numa dança sem fim, copas de árvores nos primeiros raios da manhã, gotas de sangue num dedo indicador, corpos estendidos sobre relvados muito verdes pintalgados por margaridas, páginas inteiras de livros todas sublinhadas, velas enfunadas ao vento, palavras mágicas enroladas umas nas outras, quatro mãos que correm e se encontram sobre as notas pretas e as notas brancas de um teclado desafinado, golfinhos a bombordo, o choro de uma menina que quase sempre se sentia tão sozinha.
..
[passeamos?]

..
[quando a neve vier nos teus braços serei vento_angela f. baptista]
..
..
...
...
..
..
*

..
..
..
desço as escadas dos livros
e sento-me nas palavras.
com a ponta dos dedos,
arrasto-te para o fim das páginas.
porque te quero a acompanhar-me
no virar da história.
..

..
fim.
agora sobe-me.

..
in the morning i'll call you
with the wild wolves around


..
..
“não me sinto capaz
de procurar a parte de ti
naquele café.
e querer ver-te
é a ilusão de me saber capaz
de olhar para ti
e não te tocar.
não me sinto capaz.”

..
..
..is tearing me apart..tearing me apart

..
..
.......................................
...


...
...
...
tão bom quando deixas
o meu nome suspenso
entre uma inaptidão para tudo
e a loucura das marcas
nos corpos.
tanta simplicidade..

..

..
"remember the small things
you say: remember
the small things"


..
..
..

..

..
..
hello,
my name
is human

..

..
bring forth
the beauty
of your heart

this undying love
is who you are

..
..
..
from the top of the flight
of the wide, white stairs
there's a bell in my ears
say my name in the morning,
so i know when the wave breaks
i will swallow your sadness
and eat your cold clay

..

..
there's a light in the wings
little white dove
made with love,
made with love,
made with glue,
and a glove and
some pliers
settle down my desire
we deserve to know the light
and grow evermore
lighter and lighter


..
..
..
........panteraaaa...
..

..
lindo..
[daqui]
..

..
blue
sky
sun
shine
be
mine

star
eyes

..
..

..
..
porque há coisas
para as quais
pura e simplesmente
não existe uma opção.
e eu, sinto
estupidamente
a tua falta.

..

..
...
. bees with . noses
turning . by this crazy pencil,
flying cows like butterflies,
smiling bats painted .
watercolor animals
on my fingers…

..

..
rainbow stories
of wonderful places
..
to be


..
..
desenha tu as asas.
eu dou as paisagens
sobre a pele.
agora, brinca-me
muito a sério.

..

..

..
..
he does magic, silly
kinda' tragic really
he makes rabbits spring from heats
he spooks crowds with black cats
he's the magic man

..

.....my magic man..
..


.
..

..
..
com a calma de saber
calar-te,
antes que encontres
as palavras mais luminosas
para o impossível que somos.

..

..
…apesar de tudo,
continuo a preferir que o digas
com as mãos.
devemos ser loucos, sim..


..
..
rainbow colours fade into brown
you grind your claws, you howl, you growl,
unafraid of all colour
you run, you're free,
you climb and dress trees
use your eyes,
the world goes and flutters by

..

..
dreamt you were smiling,
i want to be a lilikoi-boy, you...
you are....... (light)
you are....... (light)


..
..

..
tão lindo..
tudo..... **

..
..

**....
..
e eu quero brincar às escondidas contigo e dar-te as minhas roupas e dizer que gosto dos teus sapatos e sentar-me nos degraus enquanto tu tomas banho e massajar o teu pescoço e beijar-te os pés e segurar na tua mão e ir comer uma refeição e não me importar se tu comes ou não a minha comida e falar sobre o dia e carregar as tuas caixas e rir da tua paranoia e dar-te cassettes que não ouves e ver filmes óptimos, ver filmes horríveis e queixar-me da rádio e tirar-te fotografias e dormir e levantar-me para te ir buscar café e brioches e folhados e ir beber café à meia noite e tu roubares-me os cigarros e a nunca conseguir achar sequer um fósforo e falar-te sobre o programa de televisão que vi na noite anterior e levar-te ao oftalmologista e não rir das tuas piadas e querer-te de manhã mas deixar-te dormir um bocado e beijar-te as costas e tocar na tua pele e dizer quanto gosto do teu cabelo dos teus olhos dos teus lábios do teu pescoço dos teus peitos do teu rabo do teu e sentar-me nos degraus a fumar até tu chegares a casa e preocupar- me quando estás atrasada e ficar surpreendido quando chegas cedo e dar-te girassóis ir à tua festa e dançar até ficar todo negro e pedir desculpa quando estou errado e ficar feliz quando me desculpas e olhar para as tuas fotografias e desejar ter-te conhecido desde sempre e ouvir a tua voz no meu ouvido e sentir a tua pele na minha pele e ficar assustado quando estás zangada e um dos teus olhos vermelho e o outro azul e o teu cabelo para a esquerda e o teu rosto para oriente e dizer-te que és lindíssima e abraçar-te quando estás ansiosa e amparar-te quando estás magoada e querer-te quando te cheiro e ofender-te quando te toco e choramingar quando estou ao pé de ti e choramingar quando não estou e babar-me para o teu peito e cobrir-te à noite e ficar frio quando me tiras o cobertor e quente quando não o fazes e derreter-me quando sorris e desintegrar-me quando te ris e não compreender por que é que pensas que eu te estou a deixar quando eu não te estou a deixar e pensar como é que tu podes achar que eu alguma vez te podia deixar e pensar em quem tu és mas aceitar-te na mesma e contar-te sobre o rapaz da floresta encantada de árvores anjo que voou por cima do oceano porque te amava e escrever-te poemas e pensar por que é que tu não acreditas em mim e ter um sentimento tão profundo que para ele não existem palavras e atrasar-te na cama quando tens de ir e chorar como um bebé quando finalmente vais e comprar-te prendas que tu não queres e levá-las de volta outra vez e pedir-te em casamento e tu dizeres não outra vez mas eu continuar a pedir-te porque embora tu penses que eu não estou a falar a sério eu estou mesmo a falar a sério desde a primeira vez que te pedi e vaguear pela cidade pensando que ela está vazia sem ti e querer aquilo que queres e achar que me estou a perder mas saber que estou seguro contigo e contar-te o pior que há em mim e tentar dar-te o meu melhor porque não mereces menos e responder às tuas perguntas quando deveria não o fazer e dizer-te a verdade quando na verdade não o quero e tentar ser honesto porque sei que preferes assim e pensar que acabou tudo mas ficar agarrado a apenas mais dez minutos antes de me atirares para fora da tua vida e esquecer-me de quem eu sou e tentar chegar mais perto de ti porque é maravilhoso aprender a conhecer-te e vale bem o esforço e fazer amor contigo às três da manhã e de alguma maneira de alguma maneira de alguma maneira transmitir algum do/ esmagador, imortal, irresistível, incondicional, abrangente, preenchedor, desafiante, continuo e infindável amor que tenho por ti.

..
[falta_sarah kane]

..

...

...
...
...
...


..
..
...
porque coisas bonitas assim
sentem-se sempre de olhos
bem fechadinhos..
a ouvir o toque na pele
..

..


......................................... .......**
..
anda,
vamos comer sonhos,
fazer braços de estrelas,
pintar luz no corpo.

..

..

..
..
"existimos
nas imagens sonhadas
vinte e quatro vezes
por segundo.
..filme da nossa vida"

..

..
[fotograma de Jacquot de Nantes_Agnès Varda]
lindíssimo.
..
e mais um sonho **
bonito tu.
..
...
twisted diamond heart
trying to breathe again..
step by step by step
by step..

..

..


..
..

..
lindo, mais uma vez..
**
..
..
os dedos devem tocar só
no que é fundamental.
como uma pancada forte.

..

..
o urgente
tem de coincidir
com o essencial.
com o que altera
de alto a baixo.

..
[jerusalém_gonçalo m. tavares]

..
..
compenso as manhãs nubladas
com vozes, tudo, tanto, tantos.
compulsivamente.
quando só quero que me fechem
o mar nos olhos
e me tapem
os ouvidos ao mundo.

..

..
shh..ouço as pedras
a rolar na areia..
shhh..


..
..
"..não, tu não queres.
tu só desejas"
..
..

..
........
......

..
..
vês-me?
por um momento que seja,
consegues?

..

..

..
..
..

..
..
..
"talvez fosse o teu corpo
o que me unia a ti,
e não algo mais abstracto.
talvez tenha imaginado
todo o resto."

..
é.
[terra e sangue_miriam reyes]

..
..
b-side of feelings
..
come and get lost
counting stars
in daylight

..

..

..
..
a-side of
everyday life

..

turn it colourful today.... **

..
..
goodnight
sweetheart

..

..

..
..
lindo lindo
..

[Pipistrellus pipistrellus]
..**
..
..
tenho flores na barriga.
rega-as por mim..

..

..
..
...
"you can see it
in my eyes
i can feel it
in your touch"

..

..

..
...
"seguir-te
coloca-me
sob caução"

..
..
.....

..
..
..

lindo lindo

**
..
..
..

..
..
não sei reagir à tua verdade.
porque nas metamorfoses
o corpo mente sempre muito.
e termina invariavelmente
num esculpir de asas.

..
..

..
feita para voar

..
..
o contacto é doce,
a troca difícil.
corpos transformados
pela luz e pela sombra.
fantasmas que nos visitam
e depois abandonam.
em silêncio.

..

..

[francisco ferreira sobre 'ne change rien'_pedro costa]
..
..
..

................... lindo **
..
..
..
..
shhh…
não digas nada.
imprime-me nas paredes.
enche-me as mãos.

..

..

..
..
donne-moi une cigarette
je la fumerai peut-être
pour occuper mes dix doigts

..

..
on pourra alors peut être
sur nos deux cœurs de granit froid
y gratter une allumette
et la partager comme autrefois
quand nos corps étaient à la fête
qu’ils n’avaient pas peur du combat
donne-moi cette cigarette
comme un dernier cadeau de toi

..

..
..
.. yes i do
..

..
lindo lindo
..
..
aperto as tiras ao tornozelo.
deslizas a mão pela minha perna
numa dança lenta.

..

..

ângulo vertiginoso
em que insistes percorrer-me
de dedos vestidos
em lycra preta.


..